Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \12\UTC 2008

Tolo

Sempre fui um grande tolo
Pra mim é fácil acreditar
Acredito, depois nem pergunto
Por que iria machucar ?

Deste modo, toda vida
Só sobrou grande vazio
Acreditar, corpo e alma
Dava calor, sentia frio

Sendo um tolo, paguei  caro
Acreditar é perdição
Parei com isso, definitivo
Pro bem do meu coração

(2001)

Read Full Post »

Imortalidade

Lavagens de bicarbonato fizeram nascer 53 meninos em 54 partos. A mulher do imperador Hirohito fez uso deste método por exigência dele para dar-lhe um sucessor.
Lavagens com ácido lático conseguiram 84% de meninas. A história não conta que Cleópatra só teve meninos.
O homem que teve a alegria de ser pai nunca morrerá completamente. O homem teme o esquecimento. O homem não sabe fazer castelos de areia. Pra que construir se a onda vai mesmo levar ? Apenas crianças fazem castelos de areia. Ainda não sabem que não são imortais.
Uma coisa é o homem. Outra coisa é o animal dentro dele. Este animal busca, mesmo que inconcientemente, sobreviver à própria vida. Estender sua existência. O homem quer apenas ser imortal.

Read Full Post »

Pobres Crianças

Crianças, pobres crianças
Sem maldade, sem saber
Prosseguiram, que tolice
A brincadeira do querer

Eu não sei, mas acredito
Deus perdoe se for maldade
Mas brincar com essas coisas
Só machuca de verdade

No começo pode ser bom
Tudo é novo, embebeda
Frenetismo em luz e cor
Eis então, viva, a quimera

Uma hora, como sempre
A brincadeira fica séria
É minha vez ! Eu que estou certo !
E o que havia degenera

Pobres crianças, não sabiam
Que pra brincar esse brinquedo
Não é preciso só vontade
Também não pode ter medo

Pobres crianças, aprenderam
Que o brinquedo do querer
Pode dar muita alegria
Mas também vai ter sofrer

(2007)

Read Full Post »

Meu Coração

Meu coração, já cansado
Bate já sem energia
Bombeia meu sangue venoso
Em silenciosa agonia

Meu coração já quebrado
Já não tem o que temer
Nos músculos há rasgos
Não cicatrizam, faz sofrer

Meu coração já tão fraco
Anseia encontrar a paz
Mas, corajoso, quase tolo
Só repete: Eu quero é mais !

(2008)

Read Full Post »

Amor É

Amor é previlégio
Preço tem, sei de bom grado
Imerecido, por definição
Então com amor deve ser pago

Amor não é só gozo
Também tem metade inferno
Batalhas, tensão, tesão
Ao mesmo tempo e tudo eterno

Amor não é só paz
Tem o medo, a arguição
Tem a busca, a cobrança
Mas tem o estado de paixão

O amor é inteiro, é maciço
Mas também feito de pedaços
São os detalhes, nossa história
Aquele beijo, aquele abraço

No amor é necessário
Partículos do bom seleto
Minhas partes, tuas partes
E nosso amor está completo

(2008)

Read Full Post »

De Cristal

Levanta tua cabeça
Menina-mulher
Grande foi tua perda
Quebraste o espelho
De onde vias, tão bela, a vida
Através das rachaduras
Observas o real, (o) agora
Põe-te forte, viva, serena
Sacode a poeira
Respira fundo
Defenestras teus medos
Esquece tuas dores
Retoma teu caminho
Passo a passo
Grita, se sente dor
Chora, se assim quiseres
Mas sorri.É necessário
Necessário pra ti
Pra mim
E pros que te amam
Teu sorriso é um tesouro
E sonha
Nunca deixes de sonhar
Você é gente, nunca esqueça
Louca, mas é gente
E batalhas haverás de vencer
Sem lágrimas
Sem luto
Sem promessas
Sem enganos
Pequena guerreira
Tens uma nobre missão
Dar amor
Dá a vida, se necessário for
Dá tua luz
Necessário é

(entre 1992 e 1995)

Read Full Post »

Coisas Que Tenho Aprendido II

“O passado é somente o começo do começo e tudo o que foi é somente o crepúsculo do amanhã”
(Hulbert G. Wells, 1907)

Do passado sobra nada senão tecidos pálidos, cabelos assanhados e olhos tão vazios que parecem vidro.
Do passado sobra senão nós mesmos. E quando nem mais isto, resta alimentar a terra.
Do futuro, tudo se espera. Até porque futuro é constante espera.
O presente! Ah… O presente… Este é tudo.

Read Full Post »

Older Posts »